Link para página

Nossa Sra E S SimaoDiz o povo que a cadeira de Nossa Senhora, a meia encosta das Portas de Ródão, sobre o túnel, ali construído para a passagem de comboios (1885 – 1893), se vê da linha do caminho de ferro.

Nossa Senhora, que vivia perto do penhasco da Beira, vinha sentar-se na cadeira para, às escondidas do pai, namorar S. Simão, que lhe aparecia à saída do buraco alentejano! Esta senhora é a Senhora do Castelo, que tem como atributo um castelo, recordação daquele em que o pai a encerro por castigo.

Nossa Senhora do Castelo é filha de Santa Ana ( dos Montes do Duque, Arneiro e Pardo, celebrada no domingo seguinte ao da festa da Senhora do Castelo, que é a 15 de Agosto, dia de Assunção) e irmã de Nossa Senhora dos Remédios, de Gardete (festa em Maio, dia da Ladainhas), de Nossa Senhora da Piedade, no Alvaiade (festa no domingo anterior às Ladainhas), de Nossa Senhora da Alagada, de Vila Velha de Ródão (festa no quarto domingo de Agosto), de Nossa Senhora das Dores, no Fratel (sem festa), de Nossa Senhora das Necessidades, da Comenda (festa no primeiro domingo de Setembro) e de Nossa Senhora do Rosário, do Fratel (festa no domingo anterior ao da Feira de S. Mateus, que se realiza em 21 e 22 de Setembro). Segundo o dizer do povo, as sete irmãs avistam-se umas às outras…

Soromenho, Paulo Caratão (1965), Lendária Rodanense, Separata da Revista de Portugal, Série A, Volume XXX, p. 438-439